PROPOSTAS

Rommeo Amin levanta bandeiras de saúde, inclusão e capacitação profissional para os bairros de São Luís

Rommeo foi o secretário responsável pela reforma do Nhozinho Santos e por uma série de ações públicas na capital

O Debate do Maranhão - 10/09/2020 19h52

Foto: Divulgação.

O ex-secretário de Desporto e Lazer de São Luís, Rommeo Amin, apresenta nas últimas semanas quatro bandeiras que pretende defender na Câmara Municipal da capital, caso seja eleito.

Rommeo foi o secretário responsável pela reforma do Nhozinho Santos e por uma série de ações públicas em bairros de São Luís que desenvolveram a prática esportiva como forma de lazer e saúde, como o Dançando nos Bairros e Artes e Ritmos, principalmente.

As quatro bandeiras defendidas por Rommeo Amin levam em consideração a forma do esporte no desenvolvimento social e também a importância da inclusão e empoderamento do pequeno empreendedor na economia dos bairros.

Assim, ele vem apresentando nas reuniões diárias nos diversos bairros propostas como manter um ponto fixo de atividades físicas nos bairros, sendo que os instrutores serão da própria comunidade e com capacitação profissional, o que valoriza os integrantes dos bairros quanto à geração de emprego e renda.

Rommeo apresenta também a proposta de estruturar um Projeto de Lei que determina que uniões de moradores, sedes de grupos folclóricos, igrejas e afins sejam pontos de referências nos bairros recebendo recursos financeiros por meio de diversas secretarias para que ofereçam de forma periódica cursos profissionalizantes, palestras para comerciantes locais com temas com empreendedorismo, administração básica, estratégias de mercado atendimento ao público, comércio digital, entre outros. A idéia é fomentar ainda as creches nestes pontos, o que viabiliza a chance dos pais trabalharem e deixarem seus filhos com pessoas capacitadas e conhecidas, pois os responsáveis pelas creches também devem ser dos bairros, outra forma de fomentar a geração de emprego e renda dentro das comunidades.

Seguindo esta linha de investimento nas comunidades, Rommeo explica em suas reuniões diárias que tem como bandeira também lutar para que se torne lei, a idéia de disponibilizar bolsas para acadêmicos de educação física, fisioterapeuta, nutricionista, fisiologista e psicólogo no intuito de formar comissões técnicas de seis profissionais para colocar à disposição de clubes e associações esportivas. Assim, os acadêmicos ganham com a experiência e a inserção no mercado, os clubes e associações ganham com a possibilidade de ter uma comissão estruturada sem ônus e os atletas ganham com a possibilidade de ter acompanhamento profissional durante sua formação e treinos para diversas competições. Escolinhas de futebol, clubes profissionais em suas categorias de base e associações esportivas de diversas modalidades serão beneficiados com este projeto que pode se tornar lei.

Por fim, Rommeo disse que recebeu ao longo dos últimos anos muitas reclamações de mães e pais de crianças autistas no que diz respeito às escolas de São Luís. Segundo os familiares das crianças, as escolas não são capacitadas para atender este público.

Assim, Rommeo defende que o município de São Luís pode contribuir com essas famílias tornando lei uma forma de incentivo fiscal para escolas que se adequarem para o melhor atendimento de alunos diagnosticados com autismo. O incentivo fiscal no imposto municipal ISS é justificado pela questão de escolas terem uma despesa adicional para o futuro investimento na contratação ou capacitação de profissionais para a demanda. Quanto à rede pública municipal, a idéia é que seja lei também a obrigação da Prefeitura de São Luís desenvolver um curso de capacitação para os docentes por meio de recursos próprios da Secretaria de Educação.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *