“Rachadinha”

Presidente da OAB quer quebra dos sigilos fiscais, bancários e telefônicos dos Bolsonaros

“É hora de o presidente Bolsonaro abrir o sigilo e provar que não deve nada”, disse Santa Cruz.

Família Bolsonaro: presidente e filhos (PR/Flickr)

O presidente da OAB, Felipe Santa Cruz, defende a abertura dos sigilos fiscais, bancários e telefônicos pessoais e de seus gabinetes parlamentares de Jair Bolsonaro e os seus filhos Flavio, Carlos e Eduardo.

A declaração vem por conta das investigações do MP do Rio de Janeiro sobre o esquema de “rachadinha” no gabinete do então deputado estadual e atual senador Flávio Bolsonaro.

Santa Cruz disse que “as acusações são muito graves, mas devemos garantir aos Bolsonaro a presunção de inocência. Agora seria a hora do presidente e seus filhos abrirem seus sigilos e dos gabinetes da família provando que são inocentes. É hora de o presidente Bolsonaro abrir o sigilo e provar que não deve nada. É o momento do presidente demonstrar que a prática não era sistêmica nos gabinetes da família”.

Além disso, ele acha que deveriam ser abertos também os sigilos dos parentes de Bolsonaro que moram no Vale da Ribeira, em São Paulo. Completa Santa Cruz:

“Tem que abrir inclusive do núcleo do Vale do Ribeira que explora atividades comerciais. Só assim Bolsonaro pode acalmar o país. À mulher de Cesar não lhe basta ser séria, tem que parecer séria. Basta que o presidente apresente ao ministro Sérgio Moro e ao MP a documentação necessária para auditoria.”

*Com informações da coluna de Lauro Jardim e edição do jornalodebate.com.br

 

VER COMENTÁRIOS

Artigos relacionados