ENCHENTES NO MA

Maranhão poderá ter ajuda do Governo Federal

O Maranhão já tem sinalizado do Governo Federal para os próximos dias, ajuda para garantir a ampliação das medidas de proteção aos atingidos pelas fortes chuvas que vem caindo no estado. Até...

O Debate do Maranhão - 08/04/2019 12h47

O Maranhão já tem sinalizado do Governo Federal para os próximos dias, ajuda para garantir a ampliação das medidas de proteção aos atingidos pelas fortes chuvas que vem caindo no estado. Até o momento, 13 município já decretaram situação e de emergência e 12 estão em situação de alerta, entre eles os municípios de Trizidela do Vale e Pedreiras, em que um pequeno declínio no rio foi registrado de ontem para hoje e onde algumas famílias já começaram a ser retiradas das áreas de risco.

Como parte do conjunto de medidas adotadas pelo Governo do Maranhão, o governador em exercício, Carlos Brandão, solicitou ao Governo Federal agilidade para garantir a ampliação das medidas de proteção aos atingidos. Após as tratativas com o Ministério do Desenvolvimento Regional, os recursos para o Maranhão devem ser liberados já na próxima segunda-feira. O Secretário Nacional de Defesa Civil, Coronel Alexandre Lucas elogiou o esforço das equipes maranhenses envolvidas nas ações.

o twiter o governador Flávio Dino elogiou os trabalhos que vem sendo realizados pelo Corpo de Bombeiros e agradeceu a disponibilidade do Governo do Estado em ajudar “Nosso Corpo de Bombeiros e demais equipes das Secretarias do @GovernoMA prosseguem na assistência famílias atingidas pelas chuvas. Agradeço também a disponibilidade do Governo Federal em ajudar, conforme diálogo mantido ontem e hoje”, disso o governador.

Entre os municípios que já decretaram estado de emergência estão: Santa Helena, Boa Vista do Gurupi, Alto Alegre do Pindaré, Santo Amaro, Itaipava do Grajaú, Barão de Grajaú, Nina Rodrigues, Sítio Novo, Icatu, Paço do Lumiar, São José de Ribamar, Araioses e Formosa da Serra Negra. Outros 12 estão em estado de Alerta. De acordo com informações repassadas pelo capitão Lisboa, do Corpo de Bombeiros, nas cidade de Trizidela do Vale e Pedreiras, um declínio de 6,30 cm já foi registrado de ontem para hoje no rio Mearim. Para que ocorram inundações a margem de declínio é de 6,60 cm. “Alguns bairros, da região mais baixa desses municípios, já estão alagando. Por isso, o trabalho de remoção das famílias, dessas áreas de riscos, já está acontecendo”, explicou o capitão.

Foto: Divulgação/Corpo de Bombeiros

Ainda segundo explicações do Corpo de Bombeiros, Constantes monitoramentos estão sendo realizados em relação ao volume de água, principalmente nessas cidades ribeirinhas e as famílias ameaçadas sendo encaminhadas para abrigos com apoio do Corpo de Bombeiros e Defesa Civil. Em todas essas cidades, tanto que decretaram situação de emergência, como nas que estão em situação de alerta, existem equipes da Defesa Civil e/ou do Corpo de Bombeiros trabalhando, com intuito de garantir segurança às pessoas, promovendo trabalho de emergência e prevenção, reduzindo os danos causados por fortes chuvas que atingem o Estado.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.