Pesquisa

Maioria acha que investigação contra Flavio prejudica imagem de Bolsonaro

Para 68% dos entrevistados, a possível relação do filho do presidente com práticas ilícitas fere a credibilidade de Bolsonaro.

O Debate do Maranhão - 30/12/2019 10h38

© Sérgio Lima/Poder360 Presidente Jair Bolsonaro e seu filho mais velho, Flavio Bolsonaro; senador é investigado pelo MP-RJ

As investigações contra o senador e filho do presidente Jair Bolsonaro, Flavio Bolsonaro (sem partido-RJ), por suposto envolvimento com o esquema de “rachadinhas” prejudica a imagem do chefe do Executivo, segundo pesquisa da consultoria Quaest. Eis a íntegra.

Para 68% dos entrevistados, a possível relação do filho do presidente com práticas ilícitas no gabinete do parlamentar na Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro fere a credibilidade de Bolsonaro. Outros 26% avaliam que o caso não deve prejudicá-lo. O restante (6%) não soube ou não respondeu.

O estudo separou as respostas por gênero, idade, região, religião e posicionamento político. Para 72% dos homens e 64% das mulheres, a ‘rachadinha’ pode afetar Bolsonaro. O mesmo entendimento é mais presente entre os jovens de 18 a 29 anos (74%).

Considerando as regiões, o maior percentual está no Nordeste (77%) e o menor, no Centro-Oeste e Norte, ambos com 59%. A pesquisa ainda mostrou que 73% dos católicas avaliam que o envolvimento de Flavio Bolsonaro é prejudicial ao presidente.

Apesar disso, a avaliação positiva do governo Bolsonaro subiu de 26% para 29% em novembro. A negativa, passou de 36% para 32%.

Fonte: Poder360 com edição do jornalodebate.com.br

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *