GP Brasil

Fórmula 1 chega ao Brasil em sua penúltima etapa

O mundial de Fórmula 1 chega ao Brasil em sua penúltima etapa já com o inglês Hamilton coroado campeão.


O mundial de Fórmula 1 chega ao Brasil em sua penúltima etapa já com o inglês Lewis Hamilton coroado campeão de pilotos e com a Mercedes campeã de construtores. Mas, o que esperar desse Grande Prêmio do Brasil?

A Aston Martin Red Bull chega como uma das favoritas com seus dois pilotos, o agressivo e arrojado Max Verstappen e o estreante, porém, muito técnico e cerebral Alex Albon.

O cavalinho rampante da Ferrari chega como segunda força, depois do abandono nos Estados Unidos, o tetracampeão Sebastian Vettel busca retomar a confiança, já Charles Leclerc terá que se recuperar da má posição de largada para brigar na frente, o mesmo recebeu uma penalização de 10 posições devido a uma troca da unidade de potência em seu SF90.

A Mercedes virá até o país tupiniquim sem seu chefe de equipe Torger “Toto Wolff” Christian, mas espera aproveitar a boa fase de seus pilotos Lewis Hamilton e Valtteri Bottas, campeão e vice sucessivamente.

O pelotão intermediário vem bastante forte, deve ser uma grande corrida de Carlos Sainz que vem ordenhando pedra de sua McLaren, assim como a escuderia francesa Renault, caso chova a Racing Point pode tirar proveito da habilidade de Lance Stroll.

Não sabemos quem vai vencer, mas valerá a pena assistir mais esta etapa do mundial de Fórmula 1!

 

 

O INGLÊS É FERA

Pódio do GP dos Estados Unidos 2019, na direita Valtteri Bottas vencedor da corrida, na esquerda Lewis Hamilton hexacampeão e no centro James Allison diretor técnico da equipe Mercedes.      FOTO: AFP

Temos que agradecer por viver a história! Afinal, não é todo dia que se vê alguém conquistar 6 títulos mundiais. Mas, como foi o 2019 de Lewis Hamilton até a conquista do hexa?

Tudo começou no Grande Prêmio da Austrália quando Hamilton fez uma pole position espetacular, porém, na corrida Bottas assumiu a ponta na largada e manteve um ritmo alucinante até a vitória, sobrou para Hamilton a segunda posição 20 segundos atrás do companheiro finlandês.

No Barein a sorte voltou ao lado de Hamilton que depois de um domínio ferrarista, o SF90 de Charles Leclerc teve uma pane no sistema de recuperação de energia faltando 15 voltas para o fim, Hamilton que estava em segundo, herdou a vitória.

No especial Grande Prêmio da China, a F1 Comemorava 1000 GP’s em sua história, nada melhor do que um piloto com mil no nome vencer, Bottas dominou todo o final de semana, fez a pole position, mas largou mal e “Ha1000ton” teve caminho livre para vencer.

Bottas começaria a reagir no Azerbaijão, quando tirou uma pole position da cartola e teve sangue frio para segurar o inglês nas voltas finais, começaria…

A partir do Grande Prêmio da Espanha, Hamilton dominou 4 corridas, vitória na Espanha e em Mônaco.

Eis que chega a polêmica corrida no Canadá, Sebastian Vettel da Ferrari largava da posição de honra e se manteve à frente até a parte final da corrida, Vettel errou, foi para a grama e voltou ainda na frente de Hamilton, porém, o comissário e ex-piloto Emanuelle Pirro puniu o tetracampeão em 5 segundos, acusando-o de direção perigosa, Vettel até cruzou a linha de chegada em primeiro, mas a vitória oficial ficou com o mercedista inglês.

Hamilton também dominou de forma avassaladora o Grande Prêmio da França, pole position+vitória.

O piloto teve atuação apagada na Áustria, mas contou com um furo de pneu do italiano Antonio Giovinazzi para vencer Bottas na Inglaterra e assim abrir uma abusrda vantagem para o finlandês.

A corrida natal da Mercedes na Alemanha foi muito ruim, Hamilton errou várias vezes e marcou apenas 2 pontos, já Bottas abandonou, a vitória foi de Max Verstappen.

O inglês venceu na Hungria graças a uma estratégia perfeita da equipe.

Fez atuações mornas entre Bélgica e Singapura, mas aí era só administrar os pontos.

Aproveitou um carro de segurança para vencer na Rússia, sofreu atrás de Vettel no Japão, venceu novamente no México e finalmente, cá estamos nos Estados Unidos, a Mercedes venceu com Bottas, mas Hamilton fez o dever de casa para ser campeão com 3 corridas de antecedência.

Texto: Fausto R. Muniz com edição do jornalodebate.com.br

VER COMENTÁRIOS

Artigos relacionados