AGLOMERAÇÃO SEXUAL

Festa de swing em restaurante japonês tem fotos vazadas

E não foi apenas uma festa: segundo o perfil @BrasilFedeCovid, elas aconteciam com frequência.

O Debate do Maranhão - 28/01/2021 0h44

Apesar de as festas clandestinas serem um dos principais pontos de transmissão do novo coronavírus, nem sempre as autoridades brasileiras conseguem identificar e impedi-las. Para chamar a atenção ao problema, o perfil no Twitter Brasil Fede Covid tem denunciado várias dessas festas.

Uma delas, realizada em um restaurante japonês de Curitiba, capital do Paraná, viralizou durante o fim de semana: o estabelecimento organizou uma festa de swing (troca de casais) entre os funcionários, em cima das mesas e balcões onde os clientes costumam consumir seus pedidos.

E não foi apenas uma festa: segundo o perfil @BrasilFedeCovid, elas aconteciam com frequência, após o fechamento do restaurante.

Imediatamente após a postagem, internautas comentaram a surpresa com o suposto swing, pelo fato do restaurante seguir todas as normas sanitárias devido à pandemia. Alguns brincaram: “Eu comi nesta mesa onde a festa estava rolando”.

As postagens, tanto no Instagram como no Twitter, repercutiram imediatamente. Há quem diga até que, nas fotos vazadas, na verdade foram postagens feitas pelos participantes da festa de swing em suas redes sociais.

Restaurante se defende

O restaurante se manifestou publicamente sobre o caso. Em publicação feita pelo Instagram, o estabelecimento se defende dizendo que as imagens não são atuais e ironiza a polêmica gerada em torno do episódio. “Primeiro é importante esclarecer que esse bar é muito mais limpo que um monte de boca suja que escreveu aqui. E que a foto não é atual, eu tava até mais magro, saudades… Mas nisso ninguém vai acreditar”, escreveu o responsável pelo local que assina o comunicado como Keiji.

Ele revela no post que foram enviadas muitas mensagens de ódio e repúdio, mas também recebeu palavras de carinho. Keiji explica ainda que mora nos fundos do restaurante, que recebe “todos de portas abertas”, porém a ‘festa’ mostrada nas imagens é “só para os mais íntimos”.

Leia o comunicado na íntegra abaixo (ou clicando aqui):

“Estou recebendo ameças e muita gente quer me ver queimando no inferno pelos meus pecados.. a postagem de ontem foi pra realmente assumir o meu erro, pq todos precisavam de um posicionamento e não há muito o que explicar, as conclusões e interpretações já foram tomadas antes mesmo que eu pudesse dizer algo ou me defender.

Realmente Errei ! Fui irresponsável, mas acreditem, não sou uma pessoa ruim ou insensível.

Quem é da noite, sabe, essas fotos são antigas, porque elas já haviam circulado por grupos de whatsapp bem antes disso tudo…

Estou disposto a me comprometer e aprender com o episódio e dizer veementemente que ele nunca mais irá se repetir.

Tenho muito carinho e amor por todos meus clientes.

Sei que minha atitude decepcionou muitas pessoas que gostam e admiram o meu trabalho, estou aqui para me desculpar verdadeiramente.

Apesar de sempre tomar cuidado com limpeza e protocolos de higiene e segurança estou , procurando uma empresa profissional de desinfecção para que não restem dúvidas sobre a nossa preocupação e zelo para com o hyotan e tudo que o envolve. Os cuidados serão triplicados.

Virei meme, assunto mais falado em twiter. Não queremos fazer parte do problema, e sim de solução. Por isso como forma de reparação e de desculpas (SIM ESTOU PEDINDO DESCULPAS) vou fazer uma doação de parte do lucro do novo item do cardápio (orgia gastronômica) para ajudar alguma instituição de combate da Covid.

 

FONTE: Site Banda B, Site Metrópoles e edição do jornalodebate.com.br

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *