Indignado

Deputado desabafa sobre o “Maniaco de Marituba”, que estuprou e assassinou sua sobrinha (veja o vídeo)

Deputado federal, delegado Éder Mauro, concedeu uma entrevista indignado.

Foto: Divulgação

O deputado federal, delegado Eder Mauro, concedeu uma entrevista em que desabafa sobre o caso envolvendo estupro e assassinato de sua sobrinha por um menor de idade de 17 anos.

O caso aconteceu na cidade de Marituba, Região Metropolitana de Belém. O criminoso ficou conhecido como “maníaco de Marituba” e estuprou pelo menos quatro garotas, matou uma mulher, duas permanecem desaparecidas e uma outra internada em coma.

Entenda o Caso:

A polícia apreendeu neste domingo (12) um adolescente suspeito de ser o “Maníaco de Marituba”,  acusado de envolvimento no desaparecimento de mulheres na Grande Belém. O caso vem chamando atenção da população, nas redes sociais.

A operação chegou ao acusado através de denúncias anônimas e investigações em torno do desaparecimento de cinco jovens, sendo que uma delas, identificada como Samara Mescouto, desaparecida desde sexta-feira (10), foi encontrada morta em um terreno próximo ao local.

O acusado foi localizado na própria casa, na estrada da Pirelli, localizada em Marituba, Região Metropolitana Belém.

As vítimas tinham em comum o fato de trabalharem realizando procedimentos estéticos. Elas eram contratadas para fazer os serviços na casa de um cliente, e marcavam o ponto de encontro em Marituba. Após saírem para o serviço, desapareciam.

Eder Mauro conta ainda como chegou aos envolvidos. “Localizamos uma moto e uma bicicleta e invadimos a cara de um dos acusados, que confessou os crimes e nos passou sobre o segundo suspeito”. O segundo homem, que não teve a identidade revelada, foi levado a delegacia para prestar esclarecimentos. Ele ainda não é considerado suspeito e não foi preso.

Ainda sobre o caso, Eder Mauro encontrou um dos corpos das vítimas, do de Samara, atrás da casa de um dos acusados. “Encontramos um corpo aqui no local e já estamos no aguardo do IML para realizar o trabalho de remoção e investigar detalhes sobre o caso”, completou.

Samara e Jennyfer foram duas das vítimas dos criminosos. Reprodução


(veja o vídeo)

https://twitter.com/i/status/1216544773617651713

Fonte:.jornaldacidadeonline.com.br e Notícias do Pará com edição do jornalodebate.com.br

VER COMENTÁRIOS

Artigos relacionados