CASO MARIELLE

Carlos Bolsonaro exibe supostos registros de condomínio para rebater Globo

O vereador Carlos Bolsonaro (PSC-RJ) criticou a reportagem feita pela TV Globo

O Debate do Maranhão - 30/10/2019 14h27

O vereador Carlos Bolsonaro (PSC-RJ) criticou a reportagem feita pela TV Globo, que relata que o porteiro do condomínio onde Jair Bolsonaro (PSL) mantém residência no Rio de Janeiro afirmou que o suspeito de matar a vereadora Marielle Franco pediu para ir à casa do presidente no dia do crime.

Em sua conta oficial no Twitter, o filho do presidente postou um vídeo do que ele diz ser os registros internos do condomínio e afirma que nenhuma solicitação de entrada foi feita para a casa de Bolsonaro.

“A Globo, sabendo dos fatos e podendo esclarecê-los, preferiu levantar suspeitas contra o Presidente e alimentar narrativas criminosas. Um simples acesso aos registros internos do Condomínio mostra que no dia 14/03/2018 NENHUMA solicitação de entrada foi feita para a casa 58”, publicou.

O condomínio Vivendas da Barra, onde Bolsonaro tem casa, é o mesmo onde vivia o policial militar reformado Ronnie Lessa, apontado pelo Ministério Público e pela Polícia Civil como o autor dos disparos que mataram Marielle e Anderson.

 

Fonte: UOL Notícias.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *