NA ESPANHA

Brasileira conquista vaga olímpica no Mundial de Canoagem Slalom

Ana Sátila avança à semifinal e assegura presença em Tóquio 2020

A mineira Ana Sátila, de 23 anos, pode representar o Brasil nos Jogos Olímpicos de Tóquio, no ano que vem.  Na manhã dessa quinta-feira (26) a atleta conquistou a vaga olímpica para o país na categoria K1 (caiaque) ao se classificar para as semifinais do Mundial de Canoagem Slalom, na cidade de La Seu d’Urgell, na região da Catalunha, na Espanha. Ela garantiu uma das 18 vagas olímpicas oferecidas pelo Mundial para o K1; há outras 11 vagas olímpicas para a categoria C1 (canoa). De acordo com o regulamento da Federação Internacional de Canoagem, a vaga é destinada apenas a uma embarcação de cada país.

A canoísta é uma das principais promessas de medalha para o Brasil em Tóquio 2020. No início deste mês, ela foi vice-campeã da última etapa da Copa do Mundo de Canoagem, na República Tcheca, considerada uma das mais importantes da temporada. Em 2017, ao conquistar o bronze no Mundial de Canoagem, na França, Ana Sátila se tornou primeira medalhista brasileira na canoagem slalom. Atualmente, a jovem mineira é a segunda melhor do mundo na categoria C1, e ocupa a quarta posição geral na K1.

O Mundial de Canoagem Slalom, na Espanha, começou nesta quarta-feira (25) e prossegue até domingo (29) . Ao todo nove atletas brasileiros começaram a competição. As canoístas Omira Estacia e Marina Souza também tinham chances esta manhã na categoria K1, mas não passaram pela repescagem e estão fora da disputa.

No masculino são seis brasileiros: Guilherme Rodrigues, Fábio Rodrigues e Pedro Gonçalves na categoria K1, e Felipe Borges, Kauã Silva e Charles Corrêa na C1. Amanhã (27) serão realizadas as eliminatórias da categoria C1 feminino, e da K1 masculino.

VER COMENTÁRIOS

Artigos relacionados