EDUCAÇÃO

63% dos maranhenses acima de 14 anos não concluíram o ensino médio

No primeiro trimestre de 2019, 63% dos maranhenses acima dos 14 anos de idade não haviam completado o ensino...

No primeiro trimestre de 2019, 63% dos maranhenses acima dos 14 anos de idade não haviam completado o ensino médio, segundo a última Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). O estado ainda fica atrás de Alagoas, com 65%; e Piauí , com 63,8%.

“Qual é o grande problema? A gente tem um contingente muito grande da população de 50 anos ou mais de idade que não sabem ler ou escrever, e a recuperação dessas pessoas,, no que diz respeito ao processo de alfabetização, é muito complicado. Chegar na zona rural, para colocar essas pessoas na escola… é um esforço que vale a pena, mas é difícil recuperar essas pessoas que não estudaram um tempo adequado. A grande questão é essa”, declarou o tecnologista de informações do IBGE, José Reinaldo Barros.

A porcentagem do Maranhão representa, ao todo, 3.386.000 pessoas sem o ensino médio completo. Em relação ao ensino fundamental completo, 53,6% concluíram essa etapa da educação. Já quando se trata de ensino superior, apenas 7,1% possuem diploma.

G1 entrou em contato com o Governo do Maranhão sobre os dados apresentados pelo IBGE e aguarda retorno.

Dados nacionais – Ensino Fundamental

Em relação ao ensino fundamental, 35% dos brasileiros com idade acima de 14 anos não concluíram essa etapa. O ensino fundamental é a segunda etapa da educação básica, voltada à população de 6 a 14 anos e dura nove anos.

Norte e Nordeste são as regiões com menor índice de escolaridade, ou seja, mais pessoas não concluíram esta etapa de ensino nesta parte do país. No Norte, 44,1% daqueles com mais de 14 anos não tinham terminado o ensino fundamental. No Nordeste, o índice é de 38,7%.

A região Sudeste é a que concentra maior índice de acesso aos estudos: 29,2% dos brasileiros com mais de 14 anos não tinham concluíram o ensino fundamental, seguida por Centro-Oeste (33,5%) e Sul (34%).

VER COMENTÁRIOS

Artigos relacionados