POLÍCIA

Polícia Civil captura cinco suspeitos do arrombamento de agência de Buriticupu-MA

Polícia Civil capturou, nesta sexta-feira (17), em Buriticupu, cinco suspeitos de integrarem um grupo criminoso que arrombou a agência do...

Polícia Civil capturou, nesta sexta-feira (17), em Buriticupu, cinco suspeitos de integrarem um grupo criminoso que arrombou a agência do Bradesco do próprio município que fica distante 395 km de São Luís. O crime foi no dia 1º de agosto deste ano. A operação foi deflagrada por agentes do Departamento de Combate ao Roubo a Instituições Financeiras (DCRIF), vinculado à Superintendência Estadual de Investigações Criminais (Seic).

As prisões foram determinadas pela Justiça. Assim, os policiais cumpriram mandados de prisão preventiva contra Renato dos Santos Silva, Pedro Alves da Silva Neto, José Ribamar Araújo Gomes, Jocel Lucena de Sousa e Jaime dos Santos Almeida.

Armas apreendidas em Buriticupu, que a polícia acredita que foram usadas no arrombamento de agência bancária (Foto: Divulgação / Polícia Civil)

Armas apreendidas em Buriticupu, que a polícia acredita que foram usadas no arrombamento de agência bancária (Foto: Divulgação / Polícia Civil)

Os policiais conseguiram ainda apreender armas de fogo. Na casa do Jocel de Sousa, os policiais encontraram uma espingarda calibre 12, munições de vários calibres e ainda roupas camufladas. Todo este material, a polícia acredita que foi utilizado na ação do dia 1º. Antes, os policiais já haviam encontrado uma espingarda calibre 12 e um revólver calibre 38.

As primeiras informações dão conta de que o bando tem mais de dez integrantes, por isso, as investigações continuam para que os outros sejam localizados.

Grupo invadiu a cidade

No dia do crime, a polícia disse que as testemunhas informaram que cerca de 15 bandidos invadiram a cidade e foram até a agência bancária do Bradesco por volta das 21h, quando muitos estabelecimentos comerciais ainda estavam abertos.

Segundo informações da polícia, os criminosos trocaram tiros com policiais e fizeram vários moradores da cidade como reféns em frente a agência. Os assaltantes detonaram duas bombas no banco, deixando-a destruída. Apesar do tiroteio, que durou cerca de 40 minutos, ninguém saiu ferido. Várias cápsulas de armas de grosso calibre ficaram espalhadas pelas ruas de Buriticupu.

Após a ação criminosa, os assaltantes fugiram em quatro caminhonetes. Eles deixaram vários grampos de ferro pela rodovia com o intuito de furar os pneus dos veículos que tentassem segui-los.

VER COMENTÁRIOS

Artigos relacionados