Estética

Nova tendência facial: microagulhamento

Fique por dentro da técnica que vem conquistando cada vez mais mulheres em busca de uma pele saudável, bonita...

Procedimento de microagulhamento facial

O microagulhamento é um procedimento feito por meio de microagulhas – mais finas que as agulhas de insulina – acopladas a um rolinho de aço cirúrgico conhecido como roller. “A técnica, indicada para rejuvenescimento facial, combate rugas, linhas de expressão e cicatrizes de acne; aumenta a penetração de ativos; e estimula a produção de colágeno”, afirma Angela Duarte, esteticista e proprietária da clínica de estética (Luxor Spa). O roller é aplicado sobre a área a ser tratada, e as microagulhas fazem furinhos na pele, atingindo a derme. Essas minúsculas lesões intencionais – que podem causar um leve sangramento – provocam um processo inflamatório. “Essa reação é esperada e intencional, já que, para combatê-la, o organismo aumenta a produção de colágeno, proteína que atua na firmeza da derme e favorece a regeneração do tecido”, disse Angela. O resultado é uma pele mais jovem e renovada.

Dói ou arde?

Os profissionais usam um anestésico tópico, para que o tratamento seja mais confortável para o cliente. Depois da sessão, é possível perceber uma vermelhidão na pele, como se tivesse ocorrido exposição ao sol sem filtro solar. Mas essa reação desaparece após as primeiras horas.

Benefícios do microagulhamento?

O microagulhamento segue o mesmo princípio do Laser CO2 Fracionado, que é um ótimo equipamento, mas que tem um custo mais elevado e é mais agressivo, pois atinge a epiderme, camada mais profunda da pele. O microagulhamento, por outro lado, apresenta os mesmos excelentes resultados e é mais seguro, já que não oferece, por exemplo, riscos de fotossensibilidade.

Em qual região do corpo pode ser feito?

Segundo a especialista, a técnica pode ser aplicada em todos os tipos de pele e em todas as áreas. Mas, como a intenção é rejuvenescimento, costuma ser feita principalmente na face, pescoço, colo e dorso das mãos – áreas que mais sofrem com a flacidez e, portanto, denunciam a idade. Para potencializar os resultados, o ideal é preparar a pele por meio de uma caprichada sessão de limpeza, nutrição e hidratação, sete dias antes de realizar o microagulhamento.

Quantas sessões são necessárias e qual o intervalo entre elas?

 Os resultados aparecem logo na primeira sessão, mas podem ser necessárias até quatro. “Antes de o cliente iniciar o tratamento, ele passa por uma consultoria estética na unidade, que irá determinar o número de sessões, pois cada tipo de pele responde de uma forma”, afirma Angela. Além disso, depende do tipo de procedimento escolhido. É recomendado intervalos de 7 a 15 dias entre cada sessão. Já o Microagulhamento com Fatores de Crescimento deve ser realizado com intervalos de 30 dias. Ele é mais indicado para clientes a partir de 26 anos e clientes que necessitam de maior estímulo de colágeno, como nos casos de cicatrizes deixadas pela acne, marcas de expressão e rugas mais evidentes.

O resultado é definitivo ou exige retoque?

Tudo depende da reação de cada organismo. Fatores como idade, hábitos de vida, exposição solar e cuidados com a pele influenciam diretamente os resultados em longo prazo. Mas é importante lembrar que, com o passar dos anos, a pele sofre um processo de envelhecimento natural, que interfere na produção de colágeno. Por isso, de tempos em tempos, vale a pena realizar uma manutenção para rejuvenescer e refrescar a aparência.

Angela Duarte, esteticista e proprietária da Luxor Spa

Essa matéria teve oferecimento da Clínica de Estética Luxor Spa que fica localizada, na avenida dos Holandeses, nº 200, loja 5, no Comercial Bandeira Plaza, Olho D’Água. Telefones para contato: (98) 3278.0246 / 98904.4312. Acompanhe também a clínica pelo instagram @luxorspa.

VER COMENTÁRIOS

Artigos relacionados