Moto Club deixa escapar vitória em João Pessoa

Moto Club perde por 3×2 para o Botafogo – PB em jogo com duas viradas, primeiro foi o Papão,...

Moto Club perde por 3×2 para o Botafogo – PB em jogo com duas viradas, primeiro foi o Papão, que virou ainda no primeiro tempo, mas sofreu dois gols rápidos no início do segundo tempo. Veja como foi a partida:
O time rubro-negro criou o primeiro ataque da partida e mostrou que iria para cima logo nos primeiros minutos de jogo. Mas, o time paraibano que marcou o primeiro gol da partida e logo aos 5 minutos de jogo. Uma ducha de água fria nas pretensões motenses.
Mas a torcida que estava triste, não demorou muito para se alegrar, cobrança de escanteio na área, Felipe Dias desviou e Paquetá completou para o fundo das redes. Empate aos 9 minutos de jogo e dois gols na partida com menos de 10 minutos de jogo.
A partir desse empate, o Alvinegro da Paraíba buscou o ataque, o time maranhense ficava posicionado para buscar o contra-ataque e assim desempatar a partida. Aos 15 minutos, o Botafogo consegue uma boa jogada, defesa e ataque batem cabeça, melhor para os defensores motenses.
Em uma saída rápida de ataque, Paquetá foi derrubado pelo zagueiro Plínio, que recebeu cartão amarelo no lance. A partida que começou com um ritmo alucinante começa a cair a partir dos 20 minutos, os ataques começaram a ficar mais raros. Apesar de um maior volume de jogo, o Belo não consegue levar perigo ao gol motense.
Aos 28 minutos, Clayton dribla Lorran, chuta forte de fora de área e bola bate na trave para alívio do goleiro Saulo. No contra-ataque, Paquetá aproveita nova falha da defesa e quase marca o gol da virada, lance calou a torcida presente no estádio. Aos 30, Danilo Bala teve a chance cara a cara com o goleiro do time paraibano, mas perdeu uma grande oportunidade.
O árbitro, atendendo aos pedidos do banco do Botafogo, dá seis minutos de acréscimos, mas dessa vez o feitiço virou contra o feiticeiro. Danilo Bala, aos 47 minutos, depois de um cruzamento de Tote, marca o gol da virada para a alegria dos motenses da Ilha Rebelde.
Danilo Bala, no intervalo da partida, falou sobre o gol:

“A bola subiu legalzinha, assim, pude dominar e mandar um chute, ajudando o meu time. Se Deus quiser, vamos ampliar o placar no segundo tempo”.

Assim como no primeiro tempo, o segundo começa em um ritmo alucinante, com apenas cincos minutos de jogo, a bola é cruzada na área e sobra para Roger Gaúcho empatar a partida, aos 10 minutos, André Santos marca novamente e provoca uma nova virada no jogo, dessa vez para o time da casa.

Com a virada, o técnico Marcinho Guerreiro resolveu mexer na equipe e promove duas substituições aos 12 minutos de jogo, Valber e Daniel Barros entram nos lugares de Alex Henrique e Lorran. Mesmo com as mudanças, o Papão do Norte continuou sofrendo com os ataque do adversário.

Apenas aos 18 minutos do segundo, o rubro-negro maranhense voltou a assustar com um de longe, mas a defesa do time paraibano afasta o perigo. Quatro minutos depois, Válber sofre falta, Raí cobra na trave e assusta o goleiro Michel que apenas observou.

O Alvinegro paraibano respondeu aos 28 minutos, jogada rápida com falha da marcação e quase vira goleada. Aos 35 minutos, escanteio para o time maranhense, a bola sobra o zagueiro Michel que manda pela linha de fundo. Aos 42 minutos as luzes do estádio ficaram apagadas por um pane elétrica.
VER COMENTÁRIOS

Artigos relacionados