IRREGULARES

Cidade no Maranhão tem metade dos condutores sem habilitação e 80% dos acidentes envolvem motos

Na cidade de Balsas, a 752 km de São Luís, 80% dos acidentes de trânsito têm motos envolvidas e...

Na cidade de Balsas, a 752 km de São Luís, 80% dos acidentes de trânsito têm motos envolvidas e metade dos motociclistas não tem carteira de habilitação. São dados do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) e do Departamento Estadual de Trânsito (Detran).

Segundo o Detran, esse tipo de veículo já representa 63% da frota e é muito utilizado pela falta de transporte coletivo na cidade. A população costuma usar a motocicleta para ir ao trabalho ou para a escola, mas a imprudência e o desrespeito às leis de trânsito são comuns.

Flagrantes de excesso de passageiros em motos são comuns na cidade de Balsas (Foto: Reprodução/TV Mirante)

Flagrantes de excesso de passageiros em motos são comuns na cidade de Balsas (Foto: Reprodução/TV Mirante)

Equipes da TV Mirante flagraram motociclistas com mais de duas pessoas na garupa e crianças sendo transportadas sem nenhum tipo de proteção. Essas situações ajudam a aumentar os riscos de acidentes.

Motos x Caminhões

Nas rodovias da região de Balsas o trânsito de motos também é intenso e os riscos de acidente aumentam ao dividir a pista com o grande número caminhões que passam pela cidade por conta do agronegócio.

Em junho, uma moto ficou destruída depois de um choque com uma carreta. José Rodrigues Quixaba era o condutor e morreu na hora. O motorista da carreta fugiu sem prestar socorro.

José Rodrigues Quixaba morreu na hora após o acidente entre uma carreta e esta moto  (Foto: Reprodução/TV Mirante)

José Rodrigues Quixaba morreu na hora após o acidente entre uma carreta e esta moto (Foto: Reprodução/TV Mirante)

Segundo a polícia, um dos desafios nas rodovias do sul do Maranhão é coibir o abuso de velocidade. Existem denúncias de que, nos fins de semana, avenidas e rodovias estão sendo utilizadas para rachas entre carros e motos.

“Se trata de uma rodovia muito movimentada e com asfalto novo. Então eles aproveitam e utilizam para rachas, para testar os limites da motocicleta, além de que as próprias pessoas normalmente acabam transitando em uma velocidade incompatível com a via. Não por outra razão são corriqueiros os acidentes graves, de modo que a gente se organiza junto com a PRF para coibir esse tipo de prática”, afirmou Fagno Vieira, Delegado Regional de Balsas.

G1 entrou em contato e questionou a Prefeitura de Balsas sobre a fiscalização das irregularidades no trânsito da cidade, mas não houve retorno.

Em Balsas, não é difícil encontrar casos de crianças sendo transportadas sem capacete (Foto: Reprodução/TV Mirante)

Em Balsas, não é difícil encontrar casos de crianças sendo transportadas sem capacete (Foto: Reprodução/TV Mirante)

VER COMENTÁRIOS

Artigos relacionados