FILAS E MAIS FILAS

Caminhoneiros mantêm bloqueios parciais em rodovias no nono dia de paralisação no Maranhão

A paralisação dos caminhoneiros continua causando reflexos no Maranhão. No nono dia de protesto da categoria por conta da alta...

A paralisação dos caminhoneiros continua causando reflexos no Maranhão. No nono dia de protesto da categoria por conta da alta do diesel, 14 trechos permanecem com bloqueio parcial das rodovias no estado, segundo a Polícia Rodoviária Federal (PRF).

Em São Luís, 90% da frota de ônibus está circulando por conta da falta de combustível. A maioria dos postos de combustíveis voltou a funcionar sem as grandes filas na capital, mas no interior a situação ainda é preocupante. Várias cidades estão praticamente sem combustível.

As universidades retornam as aulas. Escolas públicas e particulares funcionam normalmente. Na Ceasa e nas feiras de São Luís a oferta de frutas e verduras ainda é pequena. Nos supermercados, alguns produtos estão sendo racionados e outros sumiram das prateleiras.

Os serviços essenciais na saúde e segurança pública não foram afetados até o momento, segundo a prefeitura de São Luís e o governo do Maranhão.

90% da frota de ônibus no transporte público circula em São Luís, segundo a SET. (Foto: Reprodução/TV Mirante)

90% da frota de ônibus no transporte público circula em São Luís, segundo a SET. (Foto: Reprodução/TV Mirante)

Veja os principais reflexos da paralisação no estado:

Aeroporto

De acordo com Infraero, o Aeroporto Internacional Marechal Hugo da Cunha Machado, situado em São Luís, opera normalmente e o nível de combustível é estável no momento. Já no Aeroporto Renato Moreira, em Imperatriz, não há abastecimento de combustível.

Combustível

Caminhões-tanque abastecidos no Porto do Itaqui estão sendo escoltados em São Luís e também no interior do estado desde a sexta-feira (25). A situação nos postos de combustível era considerada crítica antes do início do reabastecimento. Nesta terça (29), o abastecimento já é quase regularizado na capital e somente em alguns bairros ainda não há combustível nos postos. Várias cidades ainda sofrem com a falta de combustível como Codó, Grajaú e Balsas.

VER COMENTÁRIOS

Artigos relacionados